A tendência obrigatória para 2020: a utilização de máscaras e seu impacto no mundo da moda

Por Communicare

De diversas cores, tecidos e formatos as máscaras tornaram-se um tema constante no mundo da moda durante a pandemia da COVID-19.

Por Julia Barduco

Peça de vestuário há muito tempo utilizada em países asiáticos, as máscaras de proteção chegaram tardiamente no ocidente, apenas a partir da obrigatoriedade de sua utilização durante a pandemia do COVID-19. O amplo uso fez com que elas rapidamente se tornassem uma peça de vestuário como qualquer outra: tivesse diferentes formas, cores e tamanhos, fossem influenciadas pelas passarelas ou por nomes do entretenimento e, ainda, vendida por grandes confecções e pequenos ateliês.

Desfile de Marine Serra durante a Paris Fashion Week 2020 (Victor VIRGILE/Getty Images)

Dominando às ruas após as diversas normas de distanciamento social instauradas pelo mundo no primeiro trimestre deste ano, as máscaras também tomaram as passarelas ao redor do mundo.

Já em fevereiro, na Paris Fashion Week, quando as preocupações acerca do vírus já eram altas na Europa, o desfile da nova coleção outono-inverno da estilista francesa Marine Serra trazia o uso de máscaras. Contudo, a proposta das máscaras já estava na mente da estilista, antes mesmo do coronavírus, com a ideia de “máscaras anti-poluição”.

Em julho, outros estilistas trouxeram as máscaras à passarela na Coréia do Sul no Korean Mask Fashion Show, que trazia as modelos em vestimentas clássicas do país e com os rostos cobertos pelas máscaras, em cores vivas e brilhante. A organizadora do evento, Lim Yeon-hee, disse que esperava criar uma aura alegre após a nação passar por longos meses de luta contra o vírus.

O evento ocorreu em 24 de julho, quando o país registrava de 20 a 60 novos casos por dia (AP Photo/Lee Jin-man)

As máscaras ainda fizeram outra aparição importante no mundo da moda: estiveram no tapete vermelho e nas apresentações de algumas premiações da música e do cinema. O Video Music Awards (VMA), por exemplo, que aconteceu em 30 de agosto, marcou o início da temporada de premiações da indústria musical norte-americana. O prêmio, já em sua 37ª edição, marcou o retorno do red carpet após o cancelamento de vários devido à pandemia.

Apesar de os artistas não serem obrigados a usar máscaras no evento, Lady Gaga surpreendeu ao utilizá-la durante o red carpet, os discursos e em sua apresentação.