O sucesso estrondoso do TikTok

Por Communicare

O aplicativo que virou febre durante a pandemia acaba de atingir a marca de 1 bilhão de usuários ativos por mês

Por: Sophia Assunção

O aplicativo de vídeos, Tiktok, lançado em setembro de 2016, só viralizou de fato no Ocidente em 2020, durante a pandemia do Coronavírus. Mas por que isso aconteceu? De acordo com estudiosos, o diferencial está no formato, já que os vídeos de curta duração da plataforma auxiliam na criação de uma narrativa que se conecta de forma direta com o público jovem. E durante o período de isolamento social, as redes se tornaram o meio de comunicação mais eficiente.

Diferente das tradicionais fotos, como era majoritariamente utilizado no Instagram, os vídeos promovem a criatividade e a produção de um conteúdo com maior profundidade, já que possibilita a criação de uma narrativa. Sendo assim, ele cria uma proximidade maior entre produtor e público. E esse estreitamento na relação tem sido bem-visto pelas empresas, que buscam cada vez mais investir na rede social ao promover ou lançar um produto pela plataforma e com a ajuda dos chamados tiktokers. Segundo pesquisa realizada pela Kantar Ibope, no Brasil o acesso ao TikTok durante a pandemia aumentou em 35% entre adolescentes e jovens adultos. 

Além do formato, outro ponto forte do app são os algoritmos. De acordo com uma reportagem do The Wall Street Journal, o que conta não é apenas a interação, ou seja, a quantidade de comentários e curtidas que é feita em determinado vídeo, mas sim a quantidade de tempo que se interage com o conteúdo. Isso é o que deixa a seleção mais personalizada e certeira para cada usuário. 

Duas garotas olhando para o celular. Reproducao: Unsplash/Shingi-Rice

E além do público, os criadores de conteúdo também são fãs dessa característica do aplicativo. É o que mostra o influenciador Eric Borges, segundo ele, o TikTok busca direcionar os vídeos para aqueles que demonstrem maior interesse, mas diferente das outras redes sociais, não boicota quem está começando em detrimento de contas com um maior número de seguidores.

Outro ponto que contribui para o sucesso do TikTok são as trends, tendências que estão em alta dentro do aplicativo naquele momento. Elas podem ser sobre variados assuntos e formatos, como coreografias, desafios, dublagens, entre outros. Esse conteúdo “corrente” que promove a reprodução dos vídeos, faz com que cada vez mais usuários queiram entrar na onda e testar suas habilidades, com o intuito de até mesmo se sentirem parte de um grupo, apelando para questões mais psicológicas relacionadas a pertencimento.

E apesar dos pontos positivos do aplicativo, a psicóloga Melina Cury afirma, em entrevista concedida ao Metrópoles, que “Esses desafios que os usuários do app publicam, principalmente os influencers, acabam estimulando o comportamento de muitos jovens por terem um apelo visual forte, com muitas curtidas e seguidores. É como se eles ensinassem a construir uma imagem, um padrão de como devem ser e se comportar”.

Rede Social Tiktok. Reprodução: Unsplash/Aron Weiss

Além disso, uma pesquisa realizada pelo The Intercept, mostrou que o TikTok busca treinar o algoritmo para esconder tudo aquilo que é considerado fora do padrão. Nos documentos obtidos, foram encontrados registros que mostram que a empresa reduziu o alcance de pessoas consideradas feias, com aparência corporal fora do esperado e portadores de deficiências, para os novos usuários, além de esconder vídeos em ambientes de gravação como favelas e ruínas.

Em 2020, o TikTok se envolveu em outra grande polêmica, o grupo de hackers Anonymous declarou que o aplicativo é responsável por roubar dados de usuários e alertou que a rede social fosse deletada dos smartphones imediatamente. Segundo eles, o app é utilizado pelo governo da China para práticas de espionagem. 

Em respostas, a assessoria do app se manifestou e afirmou que “O TikTok é de propriedade de investidores globais e possui uma equipe de gerenciamento baseada em todo o mundo nos mercados em que o aplicativo está disponível. O TikTok não está disponível na China e não fornecemos dados do usuário do TikTok ao governo chinês e não o faríamos se solicitado.”

Afinal, será que a rede também obteve todo esse sucesso através do vazamento de dados e da transmissão de um estilo de vida baseado na segregação e fuga da realidade? Comente o que você acha sobre o Tiktok e toda essa sua crescente fama.