Os perigos do Day Trade

Por Communicare

‘Ganhe dinheiro sem sair do sofá’ despertou o interesse de muitas pessoas, mas a perda de dinheiro foi enorme para alguns. 

Por: Blaranis Gomes

O Day Trading consiste na compra e venda, ou venda e recompra, de um mesmo ativo financeiro (que pode se tratar de ações, derivativos, commodities ou moedas) no mesmo dia, pelo mesmo especulador ou por meio de uma mesma sociedade corretora. São operações rápidas e que dão um retorno imediato, ou seja, o investidor precisa acertar a direção que o mercado toma em fração de segundos; se as ações sobem ou se descem; se colocam seu dinheiro nessas apostas. 

Os compradores dessas ações são denominados Day Traders, pessoas que investem na bolsa de valores com ganhos imediatos, como em jogos de cassino, uma das operações mais arriscadas do mercado financeiro. O ‘investimento’ funciona da seguinte forma: a pessoa investe 2 reais em uma ação acreditando que daqui alguns segundos ou minutos ela valerá 10 reais.

Gráfico de ações | Imagem: Pixabay

Nos últimos anos, houve um incentivo muito grande para as operações Day Trade, principalmente através das redes sociais, em que muitos profissionais do ramo vendem cursos sobre esse tipo de operação prometendo dinheiro fácil e rápido. Porém, esse incitamento causa preocupação, uma vez que há muitas pessoas sem experiência ou estudo no mercado financeiro. Nesse sentido, os indivíduos se animam com a possibilidade de ganhar dinheiro de maneira fácil e imediata e, muitas vezes, por falta de experiência, acabam perdendo o dinheiro investido. 

Juliana Abunjara, de 28 anos, trabalha como analista de legalização e estuda o mercado financeiro. Sempre teve a curiosidade de saber como funcionava as transações da bolsa de valores e conheceu um amigo que se tornou trader e a ensinou algumas coisas sobre o ramo. Foi no começo de 2021 que Juliana começou a se aventurar no mundo de Day Traders. A jovem relata que, antes de entrar em operações, realizou uma mentoria de 2 meses para aprender a realizar as compras e vendas de ações. 

“É um mercado ilusório, principalmente quando você não possui noções do mercado financeiro e tira por base as publicações e dicas das mídias sociais em que muitas vezes só é mostrado os lucros e benefícios, como se fosse realmente fácil ganhar dinheiro e não algo de alto risco, em que você pode perder todo o seu dinheiro em questão de segundos.”, comenta Juliana. 

Representação da ‘moeda bitcoin’ | Imagem: Pixabay

Apesar de afirmar os perigos, a gestora de processos relata que a partir dos estudos, o ramo Day Trade pode  garantir uma consistência dentro do mercado e uma liberdade financeira, uma vez que  horários e locais de trabalho podem variar de acordo com a escolha de cada pessoa. Mas alerta que para que isso se torne realidade, é preciso estudar muito, treinar as operações e manter constância nos investimentos.

Apesar da boa experiência de Juliana com Day Trade, é necessário analisar as vantagens e, principalmente, desvantagens desse tipo de operação. Uma das vantagens é a alavancagem e agilidade, ou seja, a possibilidade de investir em Day Trade sem ter todo o dinheiro necessário para comprar as ações. Você só precisa pagar pelas perdas ou receber o lucro da operação que por ser de apenas de um dia, te dá um ganho rápido. Além disso, você pode acionar o ‘stop loss’, uma programação automática de  venda das ações quando estas chegam a determinado valor.

Já as desvantagens podem se sobressair aos encantos desse investimento. Ainda que exista a opção do stop loss, que evita enormes prejuízos, o Day Trade é uma operação arriscada e pode gerar grandes perdas, dependendo de como for feita. Por isso, esse tipo de operação deve ser realizada por pessoas que realmente entendem do mercado financeiro. 

Guilherme Pampolin, economista formado pela Universidade Estadual Paulista, se manifesta veementemente contra Day Trade. Ele relatou que já desempenhou funções na maior corretora da América Latina e poderia dizer que só ganha consistentemente com esse tipo de operação quem vende cursos enganosos sobre o assunto, ou as próprias corretoras com os custos operacionais. 

“Somos sardinhas entrando num mercado repleto de investidores institucionais, grandes fundos de investimento e o próprio Banco Central. Quando eles entram com grana, tiram todo mundo do jogo apenas ao apertar um botão.”, diz o economista. 

Índice de ações | Imagem: Pixabay

E Guilherme pode não estar errado, já que o Day Trade, em mãos erradas, pode virar apenas um jogo de apostas para ganhar dinheiro de maneira fácil e rápida. Um exemplo disso é Murilo Locatti que, em 2016, conheceu o Day Trade, por meio de um primo, que fazia curso com um homem conhecido como ‘tubarão’ – expressão para designar pessoas que ganham muito dinheiro e fazem altas transações. 

Murilo se encantou pelo mundo Day Trader. O coach do curso que ele fazia sempre postava vídeos dos lucros e dos ganhos diários, o que o fazia se interessar cada vez mais pela operação. Foi então que começou a pesquisar sobre o assunto e assim fez seus primeiros investimentos. Ele começou com valores baixos com cerca de 20 ou 30 reais por operação e, apesar de ter ganhado várias vezes, perdeu todo o seu dinheiro e não obteve lucros. 

O estudante até se aventurou pelos robôs (bots) e indicadores pagos, porém não obteve sucesso em sua experiência e acabou perdendo mais de 600 reais nas operações. Depois da decepção, Murilo desistiu do mercado financeiro e se convenceu de que Day Trade é um mercado ilusório, que apenas vendedores de cursos podem se sair bem nesses tipos de investimento, por meio de esquemas enganosos e pirâmides financeiras – modelo comercial previsivelmente não sustentável e que depende basicamente do recrutamento progressivo de outras pessoas para o esquema, a níveis insustentáveis.

Exemplo de anúncio day trader, vinculado em redes sociais. | Imagem: Reprodução

O mesmo caso aconteceu com Vitor Bertollo, que trabalha como montador em uma linha de produção de automóveis. O jovem encontrou o Day Trade em um anúncio do aplicativo Instagram e, seduzido pelo dinheiro fácil, foi pesquisar a respeito. Quase um ano após, Vitor juntou suas economias e investiu em Day Trade e foi assim que ele quebrou uma banca (perdeu uma quantia) de mais de 300 reais, seguindo os passos de um dos investidores famosos do Instagram. 

Através de anúncios de um charlatão trader, Vitor quebrou várias bancas seguindo os passos desse e de outros mentores e saiu no prejuízo.  De acordo com a experiência do jovem, os cursos ministrados não ensinam o investimento de uma forma real, são apenas técnicas e ‘palavras vazias’. Foi apenas através de um curso sobre mercado financeiro que Vitor entendeu, de fato, os riscos do Day Trade e pôde concluir que enquanto os “alunos” desses mentores perdem, eles ganham.

Por esse motivo, é necessário procurar profissionais sérios e capacitados para orientar as direções no mercado financeiro e não ‘vendedores de sonhos’, que vendem fórmulas mirabolantes e  garantem um resultado imediato. Day Trade é uma operação de alto risco e deve ser feita de maneira cautelosa, ou trará danos irreparáveis.